Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

A Família de Krishna

A Família de Krishna


Swami Krishnapriyananda Saraswati

SOCIEDADE INTERNACIONAL GŸTš DO BRASIL
SANšTAHA-DHARMA BRASIL
GŸTš-š®RšMA
1997-2010




Baalakrsna e sua mãe adotiva, Yasoda
1. Nascimento de Krishna
Devak era o irmão do imperador de Mathura, Ugrasena, sendo que Devaki era filha daquele. O rei demoníaco, Kamsa, era o primo de Devaki, e foi o protedor dela. Kamsa possuía grande afeição por ela, amando-a sinceramente. No devido tempo, Devaki casou-se com Vasudeva, o descendente da dinastia Yadava. Após o casamento, quando Devaki e Vasudeva estavam sendo levados por Kamsa, conforme a tradição determina - ato realizado pelo irmão ou parente nesta condição de tutor da noiva - até a sua casa de recêm-casados, Kamsa escutou, repentinamente, uma voz vinda do céu que lhe disse: "Óh! tolo Kamsa, na carruagem que tu levas com muito amor, a tua irmã, o seu oitavo filho irá matá-lo!".

Tendo escutado isso, Kamsa ficou triste e apreensivo. O amor e afeição que tinha para com Devaki desapareceu imediatamente, voltando-se contra ela, tendo em vista matá-la com sua espada. Pegando Devaki pelos cabelos, ele ía lhe deferir o golpe fatal, quando Vasudeva, o noivo, interferiu, implorando pela vida dela. Mantendo-se paciente e calmo, apesar do acontecimento, Vasudeva prometeu para Kamsa que fosse poupada a vida de Devaki, e que cada filho que por ventura nacesse, ele o entregaria nas mãos de Kamsa, e que ele poderia matá-los caso assim quisesse.

Kamsa sentiu a honestidade nas palavras de Vasudeva, e então concordou com ele, poupando a vida de Devaki, tendo ficado pensativo por algum momento, e pelo fato de gostar dela, aceitou a proposta, mas por garantia, trancafiou os dois na prisão do palácio.

2. Trágico Destino
Cada filho de Devaki e Vasudeva que nascia era morto por Kamsa. Quando da ocasião do nascimento do oitavo filho do casal, o Senhor Vishnu manifetou-sE pessoalmente, anunciando-SE como sendo uma encarnação naquela criança, que chamou-SE Krishna. Neste instante, Devaki e Vasudeva tiveram uma sensação mista de alegria e tristeza. Devaki ficou cheia de alegria por ter no seu filho uma encarnação de Vishnu, mas havia a promessa de Kamsa matar a todos os filhos do casal. Então o Senhor Vishnu mostrou para o casal a Sua forma transcendental, de ofuscante beleza e transcendência. Estando temerosa, Devaki pediu para que o Senhor voltasse a Sua forma normal de um menino recém-nascido, uma vez que Kamsa poderia vir a qualquer momento, pedindo orientação de como proceder. Neste instante, o Senhor Vishnu disse para que Vasudeva pegasse o seu filho no colo, e levasse Ele até a casa de Nanda Maharaj, que ficava na cidade do outro lado do rio, chamada Gokula, tranzendo de volta a menina que nascera de Nanda e Yashoda no lugar de Krishna.

Vasudeva seguiu as instruções do Senhor Krishna, a encarnação de Vishnu, levando-O dentro até a casa de Nanda e Yashoda, então, assim fazendo, trouxe a filha deles para o cativeiro em Mathura (onde Krishna nascera). Por um poder místico, todos os guardas do palácio caíram dormindo, e a tempestade que caía na ocasião, amainou-se, e as águas do rio Yamuna se afastaram para que Vasudeva passasse com Krishna, tendo-O colocado dentro de uma pequena manjedoura (cocho das vacas), improvisando uma "condução" ou berço para o bebê recém nascido.

Ao ficar sabendo do nascimento do oitavo filho de Devaki, Kamsa foi até a prisão, e logo pegou a menina recém-nascida que Vasudeva tinha trazido de Gokula no lugar de Krishna. Assim que pegou a menina para jogá-la no chão e matá-la, ela escapou de suas mãos malignas e ascendeu ao céu, avisando Kamsa do seguinte: "Kamsa! Teu algoz já nasceu!"

O Senhor Krishna, então, cresceu em Gokula, tendo sido criado com muito carinho por Sua mãe adotiva Yashoda. A mãe natural de Krishna, Devaki, viveu todo o tempo na saudade, e seu coração sempre desejava estar com Seu amado filho. Mas quando Krishna cresceu, Ele finalmente Se encontrou com o rei demônio matando-o, e assim libertando Seus pais do cativeiro no castelo do rei demoníaco. Então, todos viveram juntos, onde Krishna mostrava respeito e devoção aos Seus pais, tanto os naturais como os adotivos.

Quando Krishna retornou para a Sua terra natal, Mathura, Devaki e Vasudeva passaram a viver com Ele. Apesar de Krishna ter crescido como um jovem forte, Devaki O tratava sempre como Se Ele fosse uma criança pequena. Ela tinha um sentimento por Krishna como se Ele fosse uma eterna criança. Vendo que Sua mãe gostava de tratá-lO como uma criança pequena, Krishna se comportava como tal. Devaki havia se esquecido da forma transcendental do Senhor Vishnu, e como Ele havia se manifestado para ela tão logo Krishna veio ao mundo. Mas o Senhor Krishna tinha o grande sentimento de ajudar Devaki no sentido de ela alcançar o verdadeiro Conhecimento. Então, quando ficou sabendo que Krishna havia devolvido a vida para o filho do Seu Guru, SandiPani, como forma de compensar as aulas que recebera dele (Gurudakshina), ela, então, pediu para que Ele trouxesse os seus filhos que Kamsa havia matado, trazendo-os à vida. Então, Krishna, e Seu irmão Balaram, foram até o mundo dos mortos e trouxeram eles de volta, estando lá como crianças pequenas. Devaki ficou cheia de emoções maternas, alimentando os seus filhos com o seu próprio leite. Após ela ter alimentado as crianças, elas foram para o mundo das Deidades.

Vendo este fato extraordinário, de trazer as crianças do mundo dos mortos ou Patal Loka, ela se deu conta de que seu filho não era uma alma comum, mas o próprio Senhor Supremo em Si mesmo. Assim, ela liberou-se por completo de todos os sentimentos de apego e ilusões, tendo sido abençoada com o conhecimento Supremo, e sua mente mergulhou em meditação o Senhor. No final, Devaki e Vasudeva ficaram sabendo do desaparecimento do Senhor Krishna, vitimado pelo caçador Daruk, logo após o Senhor Krishna ter derrotado todos os Yadavas, e assim partiu para a morada Suprema ou Vaikuntha.

3. Yashoda e Nanda Maharaj e associados no drama
Yashoda e Nanda foram os pais adotivos abençoados de Krishna. A esposa de Nanda Maharaj teve uma filha. Mas o Senhor já tinha antes explicado o Seu plano, por intermédio de sonho para Nanda, sobre a troca que haveria. Tão logo Vasudeva bateu na porta de Nanda Maharaj, naquela noite tempestuosa, ele imediatamente soube do que estava acontecendo, e deu as boas-vindas para ele, fazendo a troca da menina, com o menino Krishna, que Vasudeva trouxera de Mathura. Yashoda estava num sono profundo, e sem saber que tinha dado a luz a uma menina. Tendo deixado Krishna no lugar da filha de Yashoda, Vasudeva voltou para Mathura. Então Krishna cresceu fazendo Suas travessuras, sendo mimado e encantador de Yashoda, bem como querido pelas vaqueirinhas de Gokul.


Kamsa: o rei demoníaco que era o tio de Krishna, punha pesada carga de impostos por sobre os habitantes de Mathura. Nada havia que ele não confiscasse por intermédio de seus soldados malévolos. Contudo, Kamsa, um político ardiloso e corrupto, tinha uma grande consideração por sua irmã protegida, Devaki, mesmo apesar de ele ter ficado sabendo que o seu oitavo filho iria matá-lo no devido curso do tempo. Agindo de forma precavida, Kamsa matou todos os filhos de Devaki que nasciam, com exceção de Krishna que fora trocado de forma misteriosa na noite do seu nascimento pela filha de Nanda, que desapareceu no ar amaldiçoando Kamsa, quando este tentou matá-la. Naquela noite escura e fria, Kamsa mandou matar todos os meninos recém nascidos em Mathura até a idade de dois anos, e que fossem vigiadas todas as mulheres grávidas, porque poderia acontecer que aquele que causaria a sua morte pudesse nascer de forma misteriosa.

De forma desafortunada para Kamsa, Krishna, o oitavo filho de Davaki e Vasudeva, sobreviveu para realizar o que havia sido profetizado. Por um arranjo transcendental do Senhor Supremo, Krishna escapou de ser morto pelo rei demoníaco, tendo sido trocado e colocado no lugar da filha de Yashoda em Gokula, então escapando do desejo de Kamsa de matá-lO. Quando Krishna e Balaram cresceram, Kamsa tentou de tudo para acabar com eles. Mas finalmente ele caiu nas mãos de Krishna e sucumbiu, encerrando todo um governo de tirania e opressão.

Algumas curiosidades

Mirabai e seu amor por Krsna
Mirabai: na Idade Média da Índia, iniciou-se um movimento devocional - Bhakti - tendo sido fortemente encabeçado por devotos como Ramananda, o Santo Kabir, Chaitanya mahaprabhu, Guru Nanak, e muitos outros. Eles mostravam o caminho da devoção tendo em vista a liberação do ciclo de nascimentos e mortes. Mirabai foi uma grande devota do Senhor Krishna, que viveu nesta época.

Mirabai nasceu no século XVI, e pertencia a família real de Mewar. Ela renunciou ao luxo da vida real, e tornou-se uma ardente devota do Senhor Krishna. Ela cria ser uma esposa d´Ele. Mira compôs muitas lindas melodias em louvor a Krishna, os quais até hoje são cantados com grande reverência por toda a Índia. Ela abandonou o seu corpo aos 67 anos, aos pés do Senhor Krishna de Dwaraka.

Radha: Radha é descrita como sendo sempre devotada ao Senhor Krishna, desde Sua tenra infância. De fato, Ela é adorada como sendo casal Radha-Krishna. Este casal simboliza o amor eterno entre a alma individual e Deus. O Sanatana Dharma enfatiza que nada há superior ao amor de Deus, sendo que o amor está acima até mesmo do Senhor, porque o move. Esta relação de enorme devoção é simbolizada em Radha. Portanto, pelo fato de alguém adorar o que é muito querido pelo Senhor, aproxima seu adorador d´Ele. Krishna diz para seu amigo e primo Arjuna, no Agni-Purana: "Aquele que diz que é Meu devoto não é Meu devoto verdadeiro, mas quem é aquele que é devotado ao Meu devoto Eu o aceito como Meu verdadeiro devoto". Portanto, por servir a Radha, o lado amoroso e apaixonado de Krishna, recebe-se a bênção de aproximação com Krishna.

Rukmini: Rukmini era a filha de Bhishmaka, o rei de Vidarbha. Ela tinha cinco irmãos, e o mais velho chamava-se Rukmi, um príncipe cruel. Rukmini era querida por Krishna, por possuir radiante beleza e encanto. Os pais delas aprovaram o casamento de Krishna com Rukmini, mas o seu irmão havia lhe prometido para casar-se com Sisupala, o rei de Chedi.

Krishna e sua esposa Rukmini
Pedindo ajuda do triste destino que a aguardava, Rukmini enviou um mensageiro para Krishna, levando uma mensagem que dizia o seguinte: "Ó meu amor! Amado de meu coração! Eu tenho sonhado conTigo como o meu Senhor. Venha logo e reivindique como Sua esposa. Eu estou sendo forçada a casar como rei de Chedi contra a minha vontade. Leve-me daqui como prova de Tua coragem. Eu irei na procissão para o templo de Parvati, no outro lado da cidade, num dia antes do casamento. Você deve me esperar no lado de fora da cidade de Kundina, a capital de Vidarbha, e então raptar-me. Se não vieres me buscar, e unir-se a mim em núpcias, eu irei jogar-me ao suicídio, e irei embora deste mundo". Krishna, assim que leu a mensagem, ordenou seu cocheiro Daruka fazer os devidos arranjos para que Ele fosse até Vidarbha. Ao chegar lá, Krishna resgatou Rukmini do seu trágico destino de casar com uma pessoa que não queria. Levando-a até Dwaraka, Eles se casaram numa grande festa. Então, o Dharma restabeleceu-se no universo.

Hari Hara OM Tat Sat

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.